29 de jul de 2011

Ateu usa Escorredor de Macarrão em Fotos de Documentos Oficiais

Um austríaco recebeu o direito de tirar fotos para documentos com um escorredor de macarrão em sua cabeça, dizendo ser um artefato de sua religião "Pastafarianism" (ou "massarianismo", se for traduzido para o português).
Niko Alm tentou por três anos, após ler que artefatos na cabeça eram permitidos em fotos de documentos desde que fossem por motivos religiosos. Ele alegava que o escorredor era um objeto usado na religião que seguia, o "Massarionismo". Após três anos, com a licensa e lutando na justiça, a polícia permitiu que tal objeto fosse usado em suas fotos, pois alegou que ele tinha passado por testes psicológicos e não esbanjava nenhum sinal de problemas mentais, além de que sua cara era perfeitamente visível nas fotos com o escorredor.

"A foto não foi aceita por causa da religião do indivíduo e sim porque sua cara era perfeitamente visível nas fotos." disse Manfred Reinthale, um policial de Viena.

A idéia surgiu como um protesto, um tanto um quanto irônico contra religiões.

Um ateu assumido, o senhor Niko diz que faz parte da religião "Igreja do monstro macarrão voador", onde eles são chamados de "massarianos". Ele alegou que o grupo religioso da "Igreja do monstro macarrão voador" só aceita como regra a proibição de regras de outras religiões.

O protesto surgiu após, na Áustria, o governo proibir que as escolas ensinassem a "Teoria da Evolução do Homem", pois a teoria ia contra termos religiosos do país. Niko está correndo na justiça para que as escolas possam ensinar novamente tal teoria alegando ser uma teoria da "Igreja do Monstro Macarrão Voador", ou seja, uma teoria religiosa...

Fonte: BBC

Nenhum comentário: