22 de dez de 2010

Japonês solta bola de fogo


A revista Japonesa Chi in Action volume 38, desccreveu a primeira manifestação voluntária de energia termocinética luminosa em um laboratório com condições para a percepção do fênomeno em um garoto chamado Eiji Homura de 14 anos. Eiji conseguiu estilhaçar uma tela de acrílico com 1 polegada a uma distância de 5,5 metros. Os aparelhos detectaram uma esfera discoidal de 25 cm de raio incandescente (amarelo-branco gradiente) de temperatura de 124 graus celsius. A esfera viajou a uma velocidade de 250 km/h a força do impacto foi avaliada em 600 kg por cm³. O fênomeno foi presenciado por um cientista, dois psicólogos e um mestre de acumpuntura e retenção de Chi.
Os pareceres foram mistos, o cientista não deu crédito ao ocorrido comentou possível fraude, os psicólogos apoiaram a tese do fato, o menino possui histórico de violência doméstica, a manifestação voluntária teria sido obra deste trauma, o mestre de acumpuntura Chung Zeng Maoi declarou o menino um prodígio e que pretende manter contato com o menino para entender melhor o que ele é capaz de fazer futuramente.
Atualmente o menino vivem em Yokohama com os pais adotivos, apesar do "talento" Eiji é uma pessoa calma e tímida e diz nunca ter machucado ninguém com esse "poder", de fato os danos em seres vivos seriam muito expressivos para não dizer fatais. Eiji deu algumas coletivas em jornais e programas de auditório mas a sua única atuação pública se deu neste laboratório, os pais adotivos de Eiji não liberaram as imagens do fênomeno, o que se sabe é que o governo japonês está apoiando a família em todos os quesitos: saúde, educação e lazer.

Fonte: Revista Chi Action

Nenhum comentário: